Thedra presente!

Perdemos na última quarta (14/04) não apenas uma amiga, mas uma lutadora e defensora do SUS e dos direitos humanos.

Thedra Saucha, médica brasileira formada em Cuba, aos 35 anos morreu devido a complicações de um quadro grave de Covid. Ela atuava no município de Salto do Lontra/PR.

Nascida no Rio de Janeiro, ela saiu em busca de seus sonhos e realizou-os com ajuda do povo cubano e da Revolução.

Negligenciada, a Dra Thedra Saucha lutou até os últimos dias antes de sua última internação, não apenas por sua vida, mas denunciando o que acontecia com ela e – possivelmente – poderia acontecer com outras pessoas através da necropolítica promovida pelo Governo Federal.

O projeto de governo matou mais uma filha, amiga, esposa, irmã de alguém. São mais de 365 mil vidas interrompidas. Mais uma vida ceifada. Mais uma profissional de saúde da linha de frente a entrar nas estatísticas, porém deixando seu legado que permeia nossa luta: “Esperança por dias melhores”.

Abaixo, segue a carta pública que Thedra escreveu antes de falecer:

Deixe uma resposta