Vacinação começará esta semana em todo o Brasil

Começará nesta seman a Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Segundo o Informe Técnico do Ministério da Saúde de hoje (18/01), serão aplicadas inicialmente 6 milhões de doses da vacina Coronavac do Instituto Butantan para um contingente de 2,8 milhões de pessoas. Serão aplicadas 2 doses em cada pessoa com um intervalo de 2 a 4 semanas.

Os grupos prioritários desta primeira fase são os seguintes:
-Trabalhadores da saúde;
-Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas);
-Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas);
-População indígena vivendo em terras indígenas.

Dentre os trabalhadores da saúde, serão priorizados:
-Equipes de vacinação que estiverem inicialmente envolvidas na vacinação dos grupos elencados para as 6 milhões de doses;
-Trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência);
-Trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente na atenção/ referência para os casos suspeitos e confirmados de covid-19;
-Demais trabalhadores de saúde.

O documento do Ministério da Saúde estabelece algumas precauções:
-Pacientes com Covid-19, em pleno curso da doença, deverão aguardar até a recuperação clínica total e pelo menos 4 semanas após o início dos sintomas;
-Intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas de COVID-19 e as diferentes vacinas do Calendário Nacional de Vacinação;
-Gestantes, puérperas e mulheres que estão amamentando não devem ser vacinadas. A segurança e eficácia das vacinas não foram avaliadas nestes grupos, no entanto, estudos em animais não demonstraram risco de malformações.

Segundo o Plano Nacional de Vacinação de 16/12/20 e o Informe Técnico de 18/01/21, os demais grupos prioritários não contemplados nesta primeira fase serão vacinados à medida que aumentar a disponibilidade de mais doses da vacina.

EXIGIMOS QUE TODA A POPULAÇÃO SEJA VACINADA ao longo do ano, respeitando os grupos prioritários (idosos, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade, quilombolas, trabalhadores da educação etc). Só assim a vacina nos protegerá.

VACINE-SE. Não caia em notícias falsas. O uso de máscaras, o distanciamento social e a vacinação de TODA a população são as únicas formas de vencermos essa pandemia. DEFENDA O SUS.

Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares. 18/01/2021.

Deixe uma resposta