Vídeo: estudante de Medicina indígena fala sobre a importância da vacinação contra a Covid-19

Segue a mensagem de Rodrigo, estudante de Medicina da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e membro da Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares (RNMP). Ele fala na língua guarani sobre a importância da vacinação dos povos indígenas contra a Covid-19. Caso você não entenda guarani, ative as legendas no player do Youtube.

Assista neste link: https://www.youtube.com/watch?v=LRJ0NAKulCM&t=11s

A transcrição da fala segue abaixo.

“Olá, tudo bem companheiros? Meu nome é Rodrigo, sou filho de Eduardo, neto do Vargas (Cláudio) de Guaíra, que começou a nossa luta por nosso território. Neste dia, venho fazer uma pequena prosa com vocês a respeito da vacina contra a Covid-19. Uma coisa tenho observado: há muitas fake news (notícias falsas). Muitos acreditam em qualquer coisa que encontram na internet. Não podemos acreditar nessas coisas. O homem branco faz isso para nos confundir. Dizem que, se tomarmos vacina nós iremos morrer. Muitas vacinas já foram desenvolvidas para combater várias doenças, para a prevenção. A vacina da Covid-19 é muito parecida com a da gripe que tomamos todo ano. Neste momento, só grupos de risco têm acesso à vacina. Nós temos acesso devido a muitas lutas que fizemos. Através de nossas lideranças, conquistamos esse direito, assim como o homem branco já tinha o direito de se vacinar contra a gripe todos os anos. Perdemos muitos parentes para o coronavírus, principalmente os mais velhos. Para combater a doença, há poucas vacinas. Na primeira etapa de vacinação, estão sendo vacinados médicos e demais profissionais de saúde que atuam na linha de frente; idosos; nós, indígenas. Por isso, vamos aproveitar e nos vacinar. Para nos prevenir, peço que não tenham medo. Eu, como estudante de medicina, futuro médico, já estudei muito sobre isso. Vi na teoria como são feitas as vacinas, por quais etapas passa o processo de desenvolvimento das vacinas. Não tenham medo. As vacinas não são coisas ruins e nos ajudam a ter imunidade para combater o vírus. Aquele que ainda não foi infectado dê graças ao nosso Deus Tupã. Já perdemos muito para o corona. Muitos não acreditam porque ainda não foram infectados, mas passam a acreditar só quando acontece com a própria pessoa. Eu, como estudante da área da saúde, morador da comunidade (aldeia) guarani, venho aqui reforçar a importância de tomarmos a vacina. Foi graças a muitas vacinas que estamos sobrevivendo. Antigamente, não existia isso. Morreram muitos dos nossos parentes. Tomamos muitas vacinas desde criança, até adulto, e nunca nos fez mal. O que não-indígenas disseminam é mentira. Muitos acreditam que estão nos fazendo de cobaia. É mentira. Vacinas passam por muitas etapas, vários testes. Ainda mais a do coronavírus, que o mundo inteiro está pesquisando e conseguiram achar rápido um meio de combater a doença através da vacina. Não tenham medo. Ppode tomar sem medo, para a prevenção. Venho reforçar a importância para que todos vocês companheiros se vacinem. Zelo pela saúde de todos. Nós, indígenas, que estamos na luta, somos poucos. Vamos nos vacinar e não disseminar as coisas sem comprovação.”

Deixe uma resposta